terça-feira, 15 de julho de 2008

Para quem gosta de ler e refletir.


Para vencer a timidez, mude sua auto-imagem.
(Por Denise Puppin)

Comumente, o que falta àquele que se considera tímido é parar de apenas reclamar de si e agir: decidir-se verdadeiramente por mudar. Mudar o padrão de comportamento vicioso de se considerar sempre menor que os outros, seja numa simples conversa informal ou em reuniões de trabalho.

Para qualquer pessoa mudar, ela precisa verdadeiramente querer. Desenvolver o querer é um processo que se inicia com uma atitude mental e se concretiza no corpo. A palavra “mudar” é um verbo que indica deslocamento de posição, transferência de um lugar para outro. O próprio significado da palavra sugere esforço. Esforço físico. Faz-se necessário mexer com os músculos, mexer com o corpo, com as pernas, com todo o sistema motor.


Deslocar. Mas para onde?
Certa vez, li que a única coisa permanente na vida é a mudança. Muitas pessoas querem mudar e não conseguem, porque não sabem para onde querem ir. São pessoas que, além de se conhecerem pouco, desconhecem aonde querem chegar.

A tão popular história da Alice no País das Maravilhas (1), de Lewis Carroll, nos mostra claramente o perfil de uma menina perdida, que não sabia para onde ir. Entre encontros e desencontros, viu o Gato Caçoador sentado sobre um galho. Ele somente sorria, mostrando seus muitos dentes e unhas afiadíssimas. Essas imagens sinalizavam à Alice que seria melhor tratá-lo com respeito. Então ela, com voz suave, perguntou: “Você pode me dizer que caminho devo seguir para sair daqui?” O Gato, com irônico tom de exclamação na voz responde: “Isso depende do lugar para onde você deseja ir!” Alice irrita-se e diz: “O lugar para onde desejo ir? Francamente, isso pra mim tanto faz. Contanto que eu chegue a algum lugar...” “Nesse caso”, disse sabiamente o Gato Caçoador, “tanto faz o caminho que você seguirá.”

Lewis Carroll oferece, através de Alice, a oportunidade de refletirmos sobre as escolhas dos nossos caminhos, além de sutilmente recomendar atenção no trato com as pessoas.   

Mude. É possível.
Pessoas que se consideram tímidas devem criar uma estratégia de planejamento para a mudança. Treinamentos específicos como cursos de autoconhecimento, orientações terapêuticas ou de um coach capacitado muito contribuirão para o sucesso do resultado.

Inclusa na estratégia de planejamento, evidentemente, estará a indispensável criação de objetivos, metas e prazos definidos para as pequenas conquistas. Por exemplo, se você era um tímido e se considerava incapaz de se soltar para dançar – mas sempre sonhou com isso, matricule-se num curso de dança de salão e lembre-se: você COMBINOU COM VOCÊ MESMO que QUER MUDAR, QUER ter um COMPORTAMENTO DIFERENTE. Então vá! Lembre-se: agora você tem um objetivo.

Aos poucos, você, sendo cúmplice de você mesmo, estará reconstruindo sua auto-imagem.


(1)- Carrol Lewis, Trad. Fernanda L. de Almeida - Alice no País das Maravilhas – Ed. Ática, 2ª ed. 1986


Denise Puppin é fonoaudióloga (4744 RJ), Professora de Oratória (acadêmica, artística, forense, política, popular e sacra) e Retória contemporânea; Consultora em Comunicação Humana com ênfase no desenvolvimento do 'Ser Integral'; Consultora de Imagem e Estilo Pessoal; Trainer e Coach de Apresentações, Discursos e Treinamentos; Master Practitioner em PNL - Programação Neurolinguística (Instituto de Berlim/Rio); Especialista em Experiência de Aprendizagem Mediada (Icelp/Rio) e Emotologia; Terapeuta no 'método Padovan de Reorganização Neurofuncional'.

Desde 1991, ministra treinamentos e cursos individuais, grupos e empresarial em todo o Brasil.

Este texto pode ser reproduzido desde que seja mencionada a autoria e a fonte de onde o mesmo foi extraído.
Lei 9610/98 – Proteção dos direitos intelectuais.
Copyright dP® 2008 (Todos os direitos são reservados)
Texto registrado no EDA



depuppin@uol.com.br
.
.
.

ATELIER de VOZ e FALA ®
“A obra de arte é você”


40 comentários:

  1. Suas colocações são muito pertinentes e seu texto está impecável. Vi que você trabalha também com reorganização neurofuncional. Li certa vez em um artigo científico que ratos que apresentavam uma lesão numa região específica do cerebro tinham um aumento na timidez. A reorganização neurofuncional consegue trabalhar também a timidez? Existem tipos diferentes de timidez ou de timidos? Eu por exemplo me acho tímido pra certas coisas e pra outras não. Amplexo.

    ResponderExcluir
  2. Querida Denise,

    Obrigada pelo texto, ele é um importante complemento daquilo que você, MUITO BEM, tem nos ensinado.

    E, muito me alegra saber que fiz a escolha certa quando dei o primeiro passo lhe procurando.

    E amanhã vou refletir mais sobre cada idéia contida na mensagem...


    Marinalva

    ResponderExcluir
  3. Olá Denise! Adorei a idéia de começar a escrever um blog! Desejo tudo de bom para você e que você cative ainda mais alunos em suas aulas.
    Adorei a reflexão do texto, pois o exemplo de Alice é ótimo: precisamos caminhar. A direção é escolha nossa.
    Sempre vou passar aqui para acompanhar todos os textos :) Também convido você a conhecer meu Blog, o E-crítica : www.ecriticca.blogspot.com
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Parabéns Denise, muito bem escrito e claro
    Amei !
    Só a Reorganizacao Neuro Funcional, é que ficou meio vago...é a da Beatriz Padovan né?

    ResponderExcluir
  5. Parabéns pelo texto! Gostaria apenas de acrescentar que cantar também é um ótimo meio de auto-conhecimento e aliado na luta contra a timidez. Quando comecei a cantar, 15 anos atrás, era muito tímida! Chegava a passar mal em dia de show! A música, o canto e o palco me ensinaram a lidar melhor com este "medo de me expor" e a me relacionar melhor com as pessoas!
    Abraços
    Patricia Maia

    ResponderExcluir
  6. Olá Denise!!!

    Adorei seu blog e sua adordagem sobre a timidez.
    Parabens pela iniciativa!!!

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  7. Olá Denise,

    lembro-me com saudades quando fiz o curso de oratória contigo.
    amei seu blog, o texto (muito bem escrito e claro) e com certeza estarei sempre acompanhando seu trabalho, mesmo que a distância.
    seu trabalho é tudo de bom e acredito, como foi para mim, continue auxiliando muitas pessoas a se libertarem, a mostrarem seu potencial, a serem felizes..
    parabéns e muito sucesso hoje e sempre!!!
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá Denise!

    Gostei muito do texto. Parabéns pelo seu blog.
    Mundança, palavra que dar um certo medo, assim como a certeza de que tudo muda o tempo todo.
    É bom poder refletir sobre isso.

    Um grande beijo e muito sucesso pra você.

    ResponderExcluir
  9. Oi Denise,
    Gostei muito do seu artigo,
    faz todo sentido e você conseguiu transmitir de maneira extremamente simples e encorajadora:
    parabéns;
    Prof. Múcio Morais
    www.muciomorais.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei o teu blog.sem palavras,somos da mesma cidade,mas essa tua cultura é ímpar..parabéns..pena que vi agora no jornal,que está tudo alagado..aff.....bjos..
















    s

    ResponderExcluir
  11. Exclente texto e iniciativa! Está de parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Parabéns, Denise. O texto fala de forma inspiradora do que é mais importante para uma mudança: ação. Espero que seu bom trabalho perpetue, sempre!

    Abraços e sds!

    Lucas Rezende

    ResponderExcluir
  13. Olá Denise!
    Antes, parabéns pela iniciativa de contribuir com a disseminação de reflexões importantes, como essa, para todos nós.
    O artigo sublinha bem a questão fundamental para a Mudança: o QUERER mudar.
    Para mim qualquer mudança na vida pessoal precisa ter três componentes principais:
    - Querer mundar
    - Saber como mudar
    - Permitir-se mudar
    Depois disso nasce um bom plano de ação, como você disse.
    Abraço carinhoso,
    Mario Jorge.

    ResponderExcluir
  14. Querida , parabens pelo texto , muito bom.Que seus 2009 seja repleto de conquista e alegrai.Seja Feliz sempre.bjs.
    Zulmira

    ResponderExcluir
  15. Olá Denise!!!

    Gostei muito do texto. Você mostra ser uma pessoa muito especial, além da cultura, epero um dia conhece-la.
    bjus.

    ResponderExcluir
  16. Parabéns Denise! Você foi muito feliz no assunto, que ainda é um desafio para muitos,assumir e mudar como você mesma diz!
    um grande beijo e sucesso!

    ResponderExcluir
  17. Oi Professora! Muito bom o seu texto, parabéns!! Vou tentar seguir os conselhos. Bjs, Ivan

    ResponderExcluir
  18. Este texto é de simples compreensão de grande aplicabilidade.
    Se conhecer e saber o que fazer com essa informação é tudo!!!
    Carmen Pina

    ResponderExcluir
  19. Oi Denise!!

    Muito boa sua colocação pertinente a forme de vencer a timidez, tendo como exemplo, o texto da Alice.

    Eu sofri muito com a minha timidez e luto muito contra isso.
    E como vc esclareceu, criei tbm estratégias para supera-la, e percebo que estou indo pelo caminho certo de acordo com suas colocações.

    Muito bom!

    Ñ pare, continue com seu blogger pois certamente vc terá muitas coisas boas para nos orientar!

    Grande abraço e muito sucesso!

    Ass: Bruno Thales.

    ResponderExcluir
  20. Oi Denise!!

    Muito boa sua colocação pertinente a forme de vencer a timidez, tendo como exemplo, o texto da Alice.

    Eu sofri muito com a minha timidez e luto muito contra isso.
    E como vc esclareceu, criei tbm estratégias para supera-la, e percebo que estou indo pelo caminho certo de acordo com suas colocações.

    Muito bom!

    Ñ pare, continue com seu blogger pois certamente vc terá muitas coisas boas para nos orientar!

    Grande abraço e muito sucesso!

    Ass: Bruno Thales.

    ResponderExcluir
  21. Grande Denise,

    Excelente texto, objetivo, que toca no ponto chave do autoconhecimento, como forma de descobrir suas recursos internos, ferramentas e meios pra traçar E chegar às suas metas. Parabéns pela iniciativa do blog e muito obrigado pela contribuição.

    Grande abraço !

    ResponderExcluir
  22. Adorei!!
    Impacável e verdadeiro.
    Costumo dizer que a vida é feita de escolhas e o resultado destas escreve nossa história!
    O que seria a timidez? Não seria um dispositivo pelo qual tentamos não mostrar nossas vunerabilidades?
    Mas como você bem disse, vunerabilidades são passiveis de melhoras e superação. Um trabalho bem dirigido, sem dúvida, trará resultados positivos e como consequência uma história de vida bela com escolhas verdadeiras.

    Parabéns! Seu blog esta nota dez!

    ResponderExcluir
  23. Se a timidez está afetando negativamente a vida é necessário reconhecer que a ajuda profissional é o caminho certo. Ainda mais quando existem metas em jogo.

    Gostei muito do texto e concordo com tudo, Denise!

    Gleice

    ResponderExcluir
  24. Oi, Denise! Adorei os textos! Perfeitos para mim.

    Alessandro.

    ResponderExcluir
  25. para mudar, é importante dara o primeiro passo, muitas vezes somos pegos com frases de.. "eu quero mudar... "; "eu vou mudar... " mas, ficamos aguardando por um milagre enquanto pensamos e pensamos, o importante é darmos o primeiro passo e muito mais importante é fazer isto quando temos aquele desejo e intenção ardente.... somente assim criamos o que se chama de impulso pessoal.... é bom termos textos como o que vc postou aqui Denise, valeu... bjs e abs a todos....

    ResponderExcluir
  26. ......sim querida Mestra Dê,....esse objetivo é que complica a cabeça da galera,.....o meu é simples, ser feliz, o quê me " obriga " a ter muitas posturas, iniciativas e a condição de não deixar a "banda passar",......um grande beijo e obrigado por me fazer reforçar toda a minha rotina dos meus pensamentos pra que eu consiga alcançar " a minha felicidade ".

    ResponderExcluir
  27. Olá Denise,
    Gostei muito do texto, perfeito e tem tudo a vez comigo.
    Preciso perder a timidez que tanto me incomoda pessoal e profissionalmente e não sei o que fazer, já é uma luz.
    Parabéns por este esclarecimento.

    Ilza

    ResponderExcluir
  28. Gostei imensamente do texto sobre vencer a timidez. Será meu texto de cabeceira para reflexão contínua. Agradeço a sua lembrança.
    Fernando

    ResponderExcluir
  29. Denise, gostei muito, justamente pelo tema TIMIDEZ, justamente o que me fez entrar em contato com vc. Não me sinto tímida o tempo todo, só pra falar em público. Mas adorei o texto. Perfeito.Abs.

    ResponderExcluir
  30. Denise, gostei muito, justamente pelo tema TIMIDEZ, justamente o que me fez entrar em contato com vc. Não me sinto tímida o tempo todo, só pra falar em público. Mas adorei o texto. Perfeito.Abs.

    ResponderExcluir
  31. Oi Denise.
    Adorei seus textos, bem escritos conm ótimas colocações.
    Na timidez faltou voce vender o meu peixe (rs.rs,rs....)
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  32. Oi Denise.
    Adorei seus textos, bem escritos conm ótimas colocações.
    Na timidez faltou voce vender o meu peixe (rs.rs,rs....)
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  33. É mesmo muito complicado ser tímida, eu mesma já fui assim como Alice,mas hoje eu sei o que quero,acredito que sei que caminho seguir, mas tenho consciência que devemos permanecer em constante mudança.

    ResponderExcluir
  34. Denise, adorei a idéia de seguir seu blog. O exemplo da Alice também costumo usar em minhas aulas de Design de Interiores sobre o piso preto e branco (tabuleiro de xadrez): busca o equilíbrio entre o bem e o mal, masculino e feminino, dia e noite... quando aplicado na diagonal, tira a noção do espaço (grande ou pequeno se torna incógnita). É o que sentimos na Alice quando fica perdida em suas decisões e objetivos. Por isso o piso na diagonal preto e branco, é auxiliado mais para espaços comerciais e de permanência rápida.

    Adorei o artigo. Hoje então, foi o dia certo para essa leitura. Muito obrigada!
    Forte abraço,

    Rossanaestrella@gmail.com

    ResponderExcluir
  35. Prezada Denise,

    Muito bom seu texto. Realmente o aprimoramento contínuo torna-se essencial nos dias de hoje. Eu, como pessoa bastante introvertida sei o quanto é importante trabalhar este ponto.

    Sucesso!

    Fernando Hartmann

    ResponderExcluir
  36. Olá Denise ! Gostei dos textos e também da maneira direta e objetiva de expor sua visão e indicações para ajudar as pessoas a lidarem com seus desafios internos como um caminho para sua própria evolução. Parabéns ! Beijos, Zé Renato

    ResponderExcluir
  37. Muito interessante sua visão sobre a aceitação das emoções positivas e negativas... Acho de extrema importância o conhecimento de si mesmo e vi, em seu texto, uma abordagem muito didática, mesmo que em poucas linhas... Grata surpresa!!!

    Grande beijo,
    Laila

    ResponderExcluir
  38. Amada Mestra, eu classifico vossa obra como VENCEDORA DE DESAFIOS, pois conheci o método desenvolvido e aplicado e declaro com todas as letras, bem como reconheço a exatidão da sua maestria, ou ainda, o conhecimento profundo de métodos até então não aclarados no meu mundo.
    bjs e muito sucesso.
    Mussi

    ResponderExcluir
  39. Que bom saber de vc. Gostei muito dos textos... Mantenha-me informado.
    Ricardo Oliveira

    ResponderExcluir
  40. Oi Denise! Tudo bem?
    Um milhao de desculpas por demorar tanto a te responder!

    Interessante o scrap que você me mandou com o texto sobre a timidez. Há algum tempo vinha pedindo ajuda ao universo para uma resolver uma questao que tem tudo a ver com o que vc me mandou. Ou seja, encontrei a resposta... Nao tem a ver com timidez, exatamente, mas com a auto imagem.... Quando estamos sinceramente conectadas, as respostas vêm rapidinho, nao é?

    Ainda estou por aqui, em Barcelona. Mais estável econômica e emocionalmente. Estou há 8 meses trabalhando no site do jornal La Vanguardia (muito importante aqui) e abrindo as portas para um novo futuro profissional (que tem a ver com documentários... enfim, mundo audio-visual, nada a ver com jornalismo escrito...).

    Estou muito feliz por ter me encontrado e por estar a ponto de começar a realizar e concretizar tudo aquilo que venho buscando....

    Como você está?

    Beijo grande

    ResponderExcluir