terça-feira, 24 de junho de 2014

Para quem gosta de histórias.

Um dia, um pensador indiano perguntou aos seus discípulos: - Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?
- Gritam porque perdem a calma, disse um deles.
- Mas, por que gritar se a pessoa está próxima à você, perguntou  ele.
- Bem, elas gritam porque desejam ser ouvidas, retrucou outro discípulo.
E o mestre insiste na pergunta: - Será que numa discussão é possível falar um com o outro mantendo a voz baixa?

Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu o pensador. Então ele explicou que quando duas pessoas estão aborrecidas, seus corações se afastam muito um do outro, e para cobrir esta distância que se formou, precisam gritar para poderem escutar-se mutuamente. Quanto mais aborrecidas ficarem, mais forte terão que gritar, pois a distância entre eles aumentará cada vez mais.

Quando os corações de duas pessoas estão próximos e conectados, elas conversam suavemente mesmo estando aborrecidas... às vezes nem falam, somente sussurram. Quando o amor realmente está presente, o entendimento acontece pelo olhar.

Por fim, o pensador conclui, dizendo: “Quando vocês discutirem, não deixem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará um dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta”.
(Autor desconhecido)

Caro leitor... você já CURTIU a página do meu Atelier de Voz e Fala - Escola de Oratória no Facebook? Tá na hora, né? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário