quinta-feira, 1 de janeiro de 2015

Para quem gosta de discursos.


O segredo dos discursos lidos, sejam com apoio do papel ou teleprompter, é a expressividade oral, a expressão facial e o olhar. É certo que a naturalidade é o patamar mais alto da arte de falar em público, motivo pelo qual os constantes e orientados treinos são sugeridos.

Nesse momento, nossa presidente Dilma, está fazendo o seu discurso de posse e demonstra ter treinado bastante para essa ocasião, pois melhorou seu desempenho comparado aos seus pronunciamentos anteriores, todavia ainda não dominou as técnicas.

Sua expressão facial mantém o mesmo padrão, exceto pela elevação das sobrancelhas. A ativação de um determinado músculo facial faria uma enorme diferença em sua expressividade - os meus alunos, não somente sabem o nome desse músculo, como se esforçam para ativá-lo, pois reconhecem o quanto ele faz diferença na comunicação e, principalmente na simpatia.

A presidente Dilma trocou seu modo autoritário de falar (pelo menos temporariamente), pela assertividade, ao enfatizar moderadamente as sílabas e palavras chaves em seu discurso.

A velocidade está adequada, porém, uma atenção maior as pausas de ponto final fariam uma grande e positiva diferença na sua leitura. As pausas mais longas, após as palmas dos ouvintes, foram bem administradas.

A presidente demonstra mais afinidade com o teleprompter, no entanto ainda não domina o seu uso. Pequenos ajustes no posicionamento das telas iriam fazer diferença positiva na percepção dos espectadores e, a ajudaria na naturalidade e elegância da leitura.

O movimento oscilatório habitual na expressão corporal da Dilma estava diminuído. Eu não acredito que ela tenha se conscientizado dele. Acredito sim, que a habitual agitação tenha sido inibida pelo início do seu domínio no uso do teleprompter, depois, pela responsabilidade do momento, seguida da motivação pelo desejo em fazer bonito diante dos convidados ilustres alí presentes.

O uso dos gestos ajudaria muitíssimo sua exposição. Além de trazer beleza a sua forma, seria um ponto visual demonstrativo da sua presença e veracidade das suas palavras.

Quanto a comunicação visual, a estilista da presidente escolheu para ela um belíssimo conjunto saia-e-blusa de renda fina na cor nude, combinando na mesma cor, meia e sapatos escarpins de salto baixo. Certamente os sapatos eram bastante confortáveis, pois a presidente além de ter caminhado bastante, ficou longo tempo em pé. Para completar o look, escolheu como acessórios os tradicionais brincos de pérola, só que desta vez em forma de pingente e não os grudadinhos na orelha, o que favoreceu sua aparência, compondo bem com o corte de cabelo, que estava um pouco mais claro nas pontas. No braço esquerdo, manteve um pequeno e clássico relógio dourado (que marca será? Fiquei curiooosa!!) e uma também fina pulseira.

Sabe de uma coisa? Estou torcendo para que o governo da presidente Dilma dê certo. Ela merece o meu crédito. Deixo aqui registrado meus votos de sucesso a ela e também de felicidade ao povo brasileiro.

A você, caro leitor, deixo o meu cordial abraço. Se por ventura, você tiver gostado desse texto peço-lhe que CURTA e compartilhe a página do Atelier de Voz e Fala - Escola de Oratória (Facebook). Pode ser que alguém da sua rede de amizades, precise desenvolver ou treinar um discurso. E eu, vou ficar contente em poder contribuir.

Atenciosamente.

DENISE PUPPIN
Fonoaudióloga, Educadora e Professora em Comunicação e Oratória, Trainer Coach de Apresentações, Discursos, Treinamentos e Coach em Gestão Emocional e Estratégica nas Exibições.

Dirige o Atelier de Voz e Fala - Escola de Oratória, desde 1991.

 

*=* Esse texto pode ser reproduzido desde que seja creditada a autoria e fonte de onde o mesmo foi extraído - Lei 9610/98 (proteção dos direitos intelectuais) *=*

Nenhum comentário:

Postar um comentário